sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

UM NOVO ATAQUE A TIROS NOS ESTADOS UNIDOS

Um novo ataque a tiros deixou os Estados Unidos de luto nesta quarta-feira (14): 17 pessoas morreram em uma escola da Flórida, em um dia de terror em que os estudantes, assustados, deixaram as instalações após ouvirem os disparos, enquanto outros, escondidos nas salas de aula, pediam ajuda por mensagens de texto.
Este massacre, cometido no dia de São Valentim, quando os americanos celebram o dia dos namorados. Foi uma das piores chacinas do país em 25 anos e ocorreu na escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas em Parkland, cidade 80 km ao norte de Miami, depois que um ex-aluno de 19 anos abriu fogo perto do fim do horário de aulas, informou a Polícia.
"É o mal em estado puro", disse o governador da Flórida, Rick Scott, em uma entrevista coletiva em Parkland.
O chefe de polícia do condado de Broward, Scott Israel, afirmou: "Se alguém quer cometer realmente um massacre, não há muito o que as forças de segurança possam fazer".
Israel, que chamou a cena do crime de "horrível", completou: "Temos 17 vítimas confirmadas. Doze delas estavam dentro do edifício, duas vítimas estavam do lado de fora e outra em uma rua adjacente. Duas pessoas perderam a vida já no hospital".
Em nota, o consulado-geral do Brasil em Miami informou ter conhecimento "de alguns estudantes brasileiros nessa escola, mas que se encontram bem e sob segurança".
O suspeito, que está sob custódia, foi identificado como Nikolas Cruz e havia sido expulso do colégio por "razões disciplinares".
"Já começamos a examinar suas contas nas redes sociais e algumas das coisas que nos vêm a mente são muito, muito inquietantes", disse Israel. "Acreditamos que tinha um fuzil AR-15", acrescentou.
Cruz foi detido sem resistência na cidade vizinha de Coral Springs e levado ao hospital com ferimentos leves, acrescentou.
Um professor da escola declarou ao jornal Miami Herald que Cruz havia sido identificado anteriormente como uma ameaça em potencial para seus colegas de classe.
"No ano passado nos disseram que permitiriam que entrasse na escola com uma mochila", disse o professor de matemática Jim Gard. "Houve problemas com ele no ano passado por ameaças a estudantes e penso que pediram que deixasse as instalações".
- 33.000 mortes anuais -
Uma fonte da Polícia informou à CBS News que o atacante ativou um alarme de incêndio antes de começar a atirar.
O ataque a tiros, um dos 18 registrados nos Estados Unidos desde o começo do ano, traz à tona o tema da epidemia de violência armada no país e o fácil acesso às armas de fogo, que deixam 33.000 mortes anuais.
"É um dia horrível para nós", disse o superintendente do distrito escolar, Robert Runcie.
Israel concordou: "é um dia terrível para Parkland".
A prefeita de Parkland, Christine Hunschofsky, disse à CNN que falou com vários estudantes após o ataque que começou por volta das 14h00 (17h de Brasília).
"Estavam muito assustados", afirmou. "E quase em estado de choque quando saíram".
Consultada sobre a segurança na escola, frequentada por uns 3.000 estudantes, Hunschofskyn disse que havia sempre um policial presente e que as instalações têm um "único ponto de entrada".
A TV mostrou estudantes deixando o local, alguns com mãos para o alto, enquanto policiais com capacetes, coletes à prova de bala e armas automáticas vigiavam vários pontos ao redor do complexo escolar.
- "Caos em toda parte" -
Joseph Panikulangara contou que sua sobrinha, Dhiya, de 17 aos, estudante do último ano da escola, avisou-lhe o que estava acontecendo por mensagem de texto, e lhe disse que estava um "caos em toda parte".
"É muito triste, muito triste para mim e para minha família", disse à AFP.
Jeiella Dodoo, outra aluna, contou à CBS News que primeiro achou que se tratava de uma simulação de rotina.
Depois que soou o alarme, "escutei seis disparos. E depois, algumas pessoas começaram a correr e depois todo mundo começou a correr porque pensamos, 'Se é real, então simplesmente é correr'".
Caesar Figueroa disse à CNN que sua filha estava escondida em um armário, mandando mensagens de texto para a família. Ela estava com dez amigos. "Uma janela se rompeu e todo mundo gritava e corria. Então, correu para o armário", contou.
O presidente Donald Trump deu suas condolências pelo Twitter.
"Nenhuma criança, professor ou qualquer outra pessoa deveria se sentir inseguro em uma escola americana", escreveu.


RONDA ESCOLAR COMUNITÁRIA - DOURADOS

O ano letivo começou nesta quinta-feira (15) e a Guarda Municipal de Dourados está retomando as rondas escolares. As equipes que compõem a Ronda Escolar Comunitária estão organizadas nos três períodos de turnos para propiciar a volta às aulas de forma segura aos alunos e toda a comunidade escolar.
Serão duas equipes de serviço por turno, divididas em setores, abrangendo aproximadamente 50 escolas, das redes municipal, estadual e particular. “O objetivo principal é evitar atos infracionais e criminosos nos perímetros das escolas, dando aos alunos e professores total segurança nesse retorno as aulas”, explica o comandante da GMD, Sílvio Reginaldo Peres Costa.
Segundo ele, a metodologia aplicada são filosofias de Policiamento Comunitário e Resolução Pacífica de Conflitos, “onde os guardas municipais têm total aproximação com a comunidade escolar, fazendo as ronda escolares diuturnas, fora e dentro dos colégios, conversando com alunos, pais, professores, coordenação e direção escolar, a fim de juntos construírem um ambiente seguro e de harmonia a todos”.
Segundo ainda o comandante Sílvio Peres “é fundamental a continuação da aproximação dos agentes da Guarda Municipal com a comunidade escolar. Essa filosofia de trabalho de resolução pacífica de conflitos e policiamento comunitário já vem sendo empregada pela Instituição com resultados excelentes. Nossos professores, pais veem na Guarda Municipal uma mão amiga que está sempre atenta e pronta a ajudar quando acionada”, menciona.
Balanço 2017
Conforme balanço da GMD, no ano de 2017 foram realizadas aproximadamente 10 mil rondas escolares, sendo lavrados 246 boletins de atendimentos às escolas, com a resolução do problema no local.
A GMD mantém também equipes com rondas diárias nos patrimônios, prédios e praças públicas, visando proporcionar segurança à população que usufrui desses espaços e preservando o patrimônio público. Equipes com motocicletas passaram a ser utilizadas nos parques e praças, dando maior mobilidade e agilidade no atendimento das solicitações.
A Guarda Municipal tem prestado auxílio a outras instituições, sejam de qualquer esfera, com mais de 700 atendimentos e 4.570 atendimentos diversos à população douradense, como 48 pessoas carentes encaminhadas a Casa da Acolhida, 38 apoios ao Conselho Tutelar, 1.560 rondas em prédios públicos municipais, dando apoio e suporte aos vigias.
A Guarda Municipal caminha junto com os organismos de segurança pública da cidade, sempre auxiliando as polícias, com ações preventivas e conjuntas resultando em 551 encaminhamentos às delegacias com registro do Boletim de Ocorrências, sendo 44 pessoas presas por embriaguez ao volante, 101 furtos/roubos, 97 violência doméstica, 53 pessoas foragidas da Justiça capturadas.
As equipes também tiraram de circulação 13 armas de fogos e recuperaram 25 veículos com ocorrências de roubo/furto. Foram apreendidos aproximadamente 1.700 tabletes de maconha, que pesaram 1.450 kg, e 25 kg entre cocaína, pasta base e crack. Também foram lavrados 1.389 multas de trânsito.
No decorrer de 2017, a GMD participou de operações conjuntas com as polícias Militar, Civil, PRF e Exército Brasileiro. Por meio de convênios com as polícias Federal e Civil realizou a escolta e transporte de 1.395 presos para as audiências de custódia na Justiça Federal e Estadual.
Os conflitos, infrações penais, crimes, pessoas em atitudes suspeitas podem ser denunciadas à Guarda Municipal pelos telefones 199 ou 3424-2309. Também podem ser solicitadas palestras, com variados temas, como uso de entorpecente, violência escolar, fiscalização e crimes de trânsito, etc.


quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

PROJETOS DE SEGURANÇA EM ESCOLAS


PUBLICIDADE


REVISTA SEGURANÇA ESCOLAR - SÃO PAULO - BRASIL


REDAÇÃO


MUDANÇAS


BRADO ESCOLAR


FAÇA PARTE DO NOSSO TIME...


SERVIÇOS GERAIS PARA ESCOLAS EUNIVERSIDADEDS


REVISTA SEGURANÇA ESCOLAR - SÃO PAULO - BRASIL


REVISTA SEGURANÇA ESCOLAR - SÃO PAULO - BRASIL


REVISTA SEGURANÇA ESCOLAR - SÃO PAULO - BRASIL


REVISTA SEGURANÇA ESCOLAR - SÃO PAULO - BRASIL