quarta-feira, 30 de novembro de 2011

FELIZ NATAL E FELIZ ANO NOVO A TODOS

terça-feira, 29 de novembro de 2011

"Entre les murs" - "Entre os muros da escola" - Trailer



Título original: Entre les murs
França, 2007, 128 minutos

Direção: Laurent Cantet
“Filme voltado para a sala de aula e para as relações entre alunos e professor, alunos e alunos, professor e professores, professor e pais e, por fim, alunos e pais. É envolvente por seu realismo e pela forma como se delineiam as histórias de cada um. O roteiro trabalha um certo grau de equilíbrio que não força nem dita a ‘boa moral’. Não são oferecidas redenções ou conclusões, não há a ‘lição aprendida’. O personagem do professor François fascina, simplesmente por ser um ser humano: ele é o ‘herói’ que tenta salvar a turma do caos, mas não é isento de falhas e também se converte em ‘vilão’ em pelo menos dois momentos.”

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

DOAR SANGUE SALVA VIDAS

Doar sangue é um gesto que pode salvar vidas


Por Jefferson Guimarães

Doadores de sangue são pessoas que pensam, sobretudo, no bem estar alheio. Com um gesto simples e sem alarde, eles ajudam às equipes médicas a cuidar de muitos pacientes e a salvar muitas vidas. A atitude é tão nobre que para celebrá-la foi até criada uma data especial: 25 de novembro - Dia do Doador de Sangue.
O sangue coletado é utilizado em cirurgias mais complexas, em casos de acidentes ou até em catástrofes, por exemplo. Se você ainda não é doador regular, que tal aproveitar a ocasião para se tornar um? Veja quais são as condições básicas:
  • Sentir-se bem, com saúde
  •  Apresentar documento com foto
  •  Ter entre 18 e 65 anos de idade
  •  Pesar acima de 50 quilos
É bom destacar que esse tipo de doação não oferece riscos ao doador porque nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado, eliminando assim qualquer possibilidade de contaminação. Ou seja, a segurança na coleta de sangue é absoluta.
Outras coisas legais de saber: uma pessoa adulta tem, em média, cinco litros de sangue. Em cada doação, o máximo de sangue retirado é de 450 ml; doar sangue não engorda, nem emagrece, não há nenhuma alteração física para quem doa; o homem pode doar de dois em dois meses, no máximo quatro vezes ao ano. Já a mulher pode fazer sua doação de três em três meses com, no máximo, três doações anuais.

Recomendações para o dia da doação:
  • Estar alimentado e com intervalo mínimo de 2 horas; 
  • Dormir, no mínimo, 6 horas na noite anterior à doação; 
  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores; 
  • Evitar fumar por, pelo menos, 2 horas antes da doação; 
  • Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes à doação; 
  • Não ter feito tatuagem ou piercing há menos de um ano.

ARTIGO PELA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Todos Podem

Cristovam Buarque - Professor da Universidade de Brasília e senador .


A maneira como o Brasil tem tratado a educação de suas crianças, ao longo de toda nossa história, é irracional e imoral. Irracional porque condena o futuro do País, em cuja base está um povo educado, capaz de desenvolver nossa ciência, nossa tecnologia, nossa cultura. Imoral porque condena a sociedade brasileira à desigualdade crônica se não for feita uma revolução na educação de base do País, desde a pré-escola até a pós-graduação. Os dados comprovam que essa irracionalidade e imoralidade são conhecidas. Não vale a pena ficar repetindo. Basta lembrar que nosso desempenho nessa questão está entre os piores do mundo, de acordo com todas as análises feitas por órgãos internacionais, como Unesco e OCDE.

A revolução educacional, a doce revolução feita com lápis e computadores, por professores e professoras, só será possível quando sucessivos governos nacionais assumirem a liderança, a coordenação e parte substancial do financiamento à educação básica. Mesmo quando isso acontecer, a educação não será responsabilidade apenas do setor público, ainda menos da União, nem somente da escola. A educação é um processo que requer o esforço de todos. Sem isso, não será viável nem será educação. De imediato, exige a participação de escola, família e mídia. Mas não dispensa a colaboração de cada setor da sociedade brasileira. Exige também, para dar um salto, que o governo federal dê o salto maior. E que cada setor faça sua parte desde já.

Nesse cenário, o setor empresarial tem um papel importante. Primeiro, do ponto de vista político. Cabe aos seus líderes usar a força de que dispõem para pressionar o governo, especialmente o governo federal, com o objetivo de forçá-lo a descobrir a importância da educação, a prioridade que ela merece e a importância da continuidade das políticas públicas.

Do ponto de vista da ação direta, cabe aos empresários, entre outras ações:

1. EM FAVOR DO SISTEMA EDUCACIONAL


Adote escolas, adote professores, adote crianças em idade escolar. Perto de sua empresa há escolas que precisam de equipamentos e livros; professores que precisam de um incentivo, um prêmio; crianças que precisam de uma bolsa-escola (remuneração por mês sob condição de freqüência) ou poupança-escola (depósito em caderneta de poupança se o aluno for aprovado, sob a condição de que o dinheiro só poderá ser sacado quando ele terminar o segundo grau). O Banco de Boston desenvolve uma ação desta natureza em convênio com a ONG Missão Criança.

2. EM FAVOR DE SEUS EMPREGADOS 

Crie no setor de gerência de recursos humanos um núcleo destinado a acompanhar a educação dos próprios empregados e de seus filhos e oferecer incentivos à educação, tais como: produção de cursos de alfabetização, primeiro e segundo grau, ou cursos técnicos, com liberação de horas de trabalho equivalentes às horas que o empregado diminui de seu período de lazer para dedicá-las aos estudos; incentivo os bons alunos, filhos dos empregados, quando eles forem aprovados e concluírem seus cursos médios.

3. EM FAVOR DOS CLIENTES
Com algum esforço de imaginação, praticamente toda empresa pode oferecer prêmios a alunos e professores que sejam seus clientes. Os supermercados, por exemplo, podem criar clubes de mães e de alunos e, além de prêmios, oferecer descontos nas compras. Políticas como essa devem fazer parte da rotina dos pacotes de marketing por meio dos quais as empresas se relacionam com seus clientes para vender institucionalmente seus produtos.

*Cristovam Buarque é Professor da Universidade de Brasília e senador pelo PDT-DF

Publicado na revista Isto É Dinheiro


http://www.cristovam.org.br/portal2/

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

TWITTER ESCOLA PROTEGIDA



SIGA @Escolaprotegida



ÁREA ESCOLAR EM FORTALEZA

PROJETO DA ÁREA ESCOLAR

Vereador Plácido Filho (PDT) é o autor do projeto de indicação - Foto: Genilson de Lima


O plenário da Câmara de Fortaleza aprovou, nesta quarta-feira, 19, projeto de indicação nº 152/11, de autoria do vereador Plácido Filho (PDT), que estabelece a Área Escolar de Segurança como espaço de prioridade de atuação do Executivo Municipal. O parlamentar destacou a importância de ações na garantia da segurança dos alunos nas escolas da Capital cearense.
Ao justificar a proposta, Plácido ressaltou a necessidade da fiscalização sobre a venda de materiais ilícitos no entorno das escolas. “O assunto envolve toda a sociedade, estreitando os trabalhos de parceiras com os órgãos municipais, melhorando a segurança nas escolas”, salientou.
O pedetista falou ainda da possibilidade de uma ação conjunta da Guarda Municipal com a direção das escolas no combate ao uso de drogas por jovens. “Proponho um trabalho intenso no entorno das escolas procurando evitar o desvirtuamento desses jovens. A falta de recursos não deve ser obstáculo, pois o projeto prevê a parceira com empresas privadas”, pontou.

SEGURANÇA NAS ESCOLAS EM DEBATE

Aconteceu no dia 18 de Outubro de 2011, no Plenário da Câmara de Vereadores uma reunião de trabalho para debater sobre as medidas tomadas para melhorar a segurança nas escolas municipais e estaduais de Chapecó.
Está atividade foi proposta pelo Vereador Marcelino Chiarello, através do requerimento nº 53/11 juntamente com a Comissão de Educação, Saúde e Assistência, composta pelos Vereadores Agne, Mario Tomasi e Marcelino.
Diante das mortes que aconteceram nas escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo, motivados pela pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência, que 50% dos professores apontaram as drogas e falta de segurança nas escolas e as constantes ameaças feitas aos professores e dirigentes das escolas do município de Chapecó a Comissão propôs esta atividade.
Estiveram presentes os Vereadores da Comissão além dos representantes da Secretaria Municipal da Educação, da Gerencia Regional de Educação e do Conselho Municipal de Educação. Os presentes fizeram varias constatações:
A violência ultrapassou os portões invadindo o ambiente escolar.
A violência é uma das principais razões do abandono prematuro dos estudo. O mesmo ocorre com os professores. Muitos desistem da profissão depois das agressões e ameaças.
A violência é uma questão ampla que envolve fatores externos, os adolescentes e jovens ficam muito sozinhos sem atividades educativas e esportivas.
Os professores ficam com medo de entrar nas salas de aula.
A educação é papel da família, e a transferência de conhecimentos é papel da escola e da sociedade.
É preciso que a comunidade se reúna para discutir e ajudar a família, as organizações governamentais e não governamentais, igrejas, entidades e associações para enfrentar este problema.
Muita coisa já está sendo feita, como o projeto da paz, jovem embaixador, jovem voluntario, PROERD, acompanhamento psicossocial as famílias e adolescentes com problemas, palestras e debates sobre o tema.
Para o Vereador Marcelino é preciso fazer uma educação integrada com a saúde, com a assistência social, com cultura, habitação, lazer e esporte. Valorização e formação dos professores. Onde o ambiente escolar deve ser um espaço de boas relações de amor, carinho, respeito, cidadania e solidariedade.
O Vereador também sugeriu para o grupo de trabalho organizar um projeto na busca de recursos no PRONASCI (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) do ministério da justiça, implantando programas de segurança, trabalhando valores para os alunos e motivação para os professores. Também sugeriu que vai pensar uma lei que proteja os professores dentro e fora das salas de aulas, juntamente com o poder judiciário, Ministério Público e Conselho Tutelar, protegendo os professores contra as agressões e ameaças.

BLINDAGENS AUTOMOTIVAS E ARQUITETÔNICAS - POA

CONSULTORIA DE SEGURANÇA EM ESCOLAS

DISQUE DENÚNCIA 181

DESAFIOS DA SEGURANÇA - RIO DE JANEIRO

ENEDU 2012